Anorexia infantil, como identificar

Anorexia em crianças? Fique atento aos sinais

A Anorexia nervosa é um distúrbio alimentar caracterizado pela preocupação exagerada com o peso corporal e a imagem de beleza.  Esta doença pode iniciar na infância e potencializando geralmente na adolescência.

A pessoa  que tem este distúrbio psiquiátrico se olha no espelho e se enxerga gorda. Mesmo estando magra ou no peso ideal. Ou seja, uma distorção muito grande de seu próprio corpo.

Sempre cuido muito ao atender crianças e adolescentes, pois precisamos estar atentos a traços desta doença. A meta sempre será cuidar a saúde e não apenas a beleza.

Muitas meninas, com medo de engordar exageram na atividade física, jejuam, vomitam ou até tomam laxantes e diuréticos na esperança de emagrecer. Cabe a nós, mães estarmos atentas e prevenir ou tratar o quanto antes a anorexia.

anorexia nervosa em crianças

Agora, como podemos detectar se algum familiar nosso apresenta Anorexia?  Precisamos estar atentos a algumas características.

  1. A preocupação exagerada com o peso corporal.
  2. Baixa autoestima, estar sempre se achando gordo e feio.
  3. Se alimentar muito pouco durante as refeições.
  4. Exagerar na prática de atividades físicas
  5. Queda de cabelo e enfraquecimento de unhas. Muito característico de deficiências nutricionais.
  6. Perda rápida de peso.
  7. Não menstruar.
  8. Pele muito seca.
  9. Depressão.
  10. Se recusar a participar das refeições em família. Geralmente preferem comer sozinhos, para não observarem a quantidade de comida que está no prato.

Se seu filho(a) apresenta algum dos sintomas acima, não hesite em procurar  ajuda. A Anorexia é muito grave e precisa ser tratada.

Uma vez diagnosticado um quadro de anorexia, a reintrodução dos alimentos deve ser gradativa, a fim de evitar maior sobrecarga cardíaca. Há casos em que se torna imprescindível a internação hospitalar.

Não há medicação específica para a anorexia.

Medicamentos antidepressivos podem ajudar a aliviar os sintomas compulsivos, depressivos e de ansiedade.

Em geral, o tratamento desses pacientes exige o trabalho de equipe multidisciplinar.

Até mais.

PUBLICADO POR

"Julia é mãe da Lívia e dos gemeos Laura e Eduardo. mora em Porto Alegre, tem 33 anos e é nutricionista."

Compartilhe esse post

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sisters Mommies | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

X receba todas as novidades
do blog por email!
Fique sempre por dentro de tudo que é postado no blog Sisters & Mommies!