queda de cabelo no pos parto

Por que o cabelo cai na amamentação e no pós parto?

Levanta a mão aí você que é mãe e não sofreu ou sofre com a queda do cabelo! Socorro, gente!

É muito ruim, temos a sensação que vamos ficar carecas. Sabendo disso e já tendo passado por esta queda dos cabelos três vezes e mesmo assim me desesperar em cada uma delas, convidei a médica Dra Ilana Mandel para explicar um pouco o motivo disso.

A Dra Ilana Mandel é nutrologa, que é a especialidade médica que estuda os benefícios e malefícios causados pela ingestão dos nutrientes, visando a manutenção da saúde e redução de risco de doenças. Além de praticar a Medicina Ortomolecular e a Medicina Estética.

Mas enfim, por que o cabelo cai?

Confira a explicação da Dra Ilana.

Vocês já ouviram falar de Eflúvio Telógeno? Mas com certeza que tem filhos já passou por isso.
É o resultado de uma queda diária de fios de cabelos e pêlos do corpo que acontece quando os folículos da fase de crescimento mudam para  a fase de descanso, antes do tempo certo.
O que é visto principalmente naquele bolo que cai no chuveiro ou fica na escova quando penteamos.
Os eventos mais associados à queda são: pós-parto, febre, infecções agudas (sinusite, pneumonia, gripe), dietas muito restritivas com pouca proteína, carências nutricionais, deficiências de ferro e vitaminas, pós cirurgias, estresse emocional, doenças metabólicas e algumas medicações também podem desencadear o problema. Na maioria das vezes conseguimos detectar a causa.
O eflúvio telógeno é agudo quando dura no máximo até seis meses, e no caso do pós parto, se inicia entre 2 a 6 meses após o parto, e, neste caso, é autolimitado, podendo não necessitar de tratamento, durando em média de 2 a 4 meses.
E o prognóstico é bom com recuperação dos fios. O eflúvio telógeno crônico, com duração de mais de seis meses, pode estar associado a doenças sistêmicas, como por exemplo, doenças auto-imunes.
O ideal é que a pessoa procure um médico para examinar e pedir exames de sangue, se necessários, para tentar identificar a causa do Eflúvio e também para diferenciar um Eflúvio Telógeno de outros tipos de alopecias, como a androgenética e a areata.
O seu médico indicará um tratamento, que pode contar desde ajustes na dieta, reposição de vitaminas e minerais por via oral ou intramuscular, medicamentos tópicos que são aplicados diretamente no couro cabeludo, mesoterapia capilar, até a necessidade de tratar alguma doença de base associada.

 

Está passando por isso, não hesite em buscar ajuda.

Confere o instagram da Dra Ilana, ela dá muitas dicas legais e o telefone do consultório dela é (21)99991-6787.

Até a próxima.

 

 

PUBLICADO POR

"Clarice é mãe do Lucas, da Marina e da Alice. Mora no Rio de Janeiro, tem 36 anos e é publicitária."

Compartilhe esse post

[whatsapp]
Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sisters Mommies | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

X receba todas as novidades
do blog por email!
Fique sempre por dentro de tudo que é postado no blog Sisters & Mommies!