como evitar a Momo

Sejam chatos. Por nossos filhos.

Infelizmente o inimigo pode estar junto de um dos nossos aliados na maternidade. A tecnologia.

Que jogue a primeira pedra a mãe que não utiliza o Ipad ou a televisão as vezes. Há cerca de 2 semanas atrás falei sobre a Momo e o quanto estava sendo levado a sério este assunto aqui nos Estados Unidos.

Precisamos estar extremamente atentos á tudo para deixar os nossos pequenos em segurança.

Convidamos a Andréia, psicóloga e mãe de gêmeos para falar um pouquinho sobre isso, utilizando sua visão de mãe e profissional que lida com isso diariamente.

Sejam chatos. Por nossos filhos. Por Andréia Grinberg

Tenho entrado em contato com a sensação de medo com mais frequência do que gostaria. Como psicóloga, sei do sofrimento que experiências traumáticas podem causar nas crianças, que ainda não têm recursos emocionais suficientemente desenvolvidos. Mas como mãe, não paro de me perguntar: que mundo é este para o qual estamos entregando nossos filhos?

Em que tipo de mundo estamos precisando compreender que autonomia para lidar com situações do dia a dia é menos questão de aquisição do desenvolvimento infantil do que de sobrevivência a interferências maldosas?

Em que tipo de mundo temos que sair tensos do shopping por termos que ensinar nossos filhos a não demorar demais para entrar no carro — e isso desde uma época em que eles ainda nem entendem sobre o perigo que estamos alardeando?

Em que tipo de mundo precisamos ficar com o coração despedaçado quando ficamos sabendo que crianças foram para uma escola, mas que algumas não voltaram?

Em que tipo de mundo um hacker interfere em um filme infantil escondendo cenas assustadoras dando instruções terríveis para que as crianças machuquem os outros ou a si mesmas, sob pena de, em caso contrário, sofrer a ameaça de ver os pais morrerem?

Sabemos que, muitas vezes, somos os “chatos” que fazem recomendações: sobre comidas, sobre passeios, sobre uso de eletrônicos e agora sobre filmes no YouTube. E que seja mesmo assim: ninguém melhor do que os pais sabe da responsabilidade de proteger nossos filhos.

Não tenham medo de ser desagradáveis, e não terão medo de ser os que filtram. Não tenham medo de ser chatos, e não terão medo de ser os que escolhem. Não tenham medo de ser os que proíbem, e não terão medo de ser os que protegem. Não tenham medo de ser os que cuidam, e não terão medo de ser os que amam!

É preciso levar a sério nossa tarefa de educar. Resgatar uma confiança com poder de transformar. Lutamos contra a maldade, um inimigo poderoso demais. Mas se pudermos enfrentar o monstro sem fazer de conta de que ele não existe, no mínimo nossas crianças seguirão confiantes e aprenderão pelo exemplo em um mundo melhor.

Obrigada pela oportunidade!

Andréia Saltz Grinberg

Psicóloga clínica

Especialista em infância e adolescência

Mãe dos gêmeos Benjamin e Gabriela de 4 anos

[email protected]

PUBLICADO POR

"Julia é mãe da Lívia e dos gemeos Laura e Eduardo. mora em Miami, tem 34 anos e é Health Coach e nutricionista."

Compartilhe esse post

[whatsapp]
Comente no Facebook

One thought on “Sejam chatos. Por nossos filhos.”

  1. Avatar Marisa disse:

    Parabéns ANDREIA! Excelente artigo! Que venham outros!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sisters Mommies | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

X receba todas as novidades
do blog por email!
Fique sempre por dentro de tudo que é postado no blog Sisters & Mommies!